ACESSO RESTRITO:
AINDA NÃO TEM ACESSO? CLIQUE AQUI

Cada vez mais um número maior de pessoas estão falando mais de uma língua e ser bilíngue ou multilíngue. Será que isso ajuda ou atrapalha? 

Um estudo da Stanford University School of Medicine, da Califórnia (EUA), publicado em maio na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, fez uma interessante descoberta sobre o impacto que a voz materna tem no desenvolvimento das capacidades de comunicação social de uma criança. A pesquisa mostra que as regiões do cérebro que respondem mais fortemente à voz da mãe se estendem para além das áreas auditivas. A descoberta pode ajudar a identificar crianças com problemas de socialização e a entender melhor o autismo. Participaram do levantamento 24 crianças com idades entre 7 a 12 anos, que foram submetidas à uma ressonância magnética, enquanto ouviam uma gravação com a voz de suas respectivas mães e de mulheres desconhecidas.

Fechando o semestre com chave de ouro, vamos para a 3a. edição dos cursos da Audição da Criança e a 1a sobre Intervenção e Tratamento do Distúrbios do Processamento Auditivo. Nesse encontro pensamos dividir com os participantes como estruturamos clinicamente os nossos programas de Intervenção e Tratamento do Distúrbio do Processamento Auditivo considerando sempre o que a literatura especializada traz como evidência científica para a construção de um trabalho de eficácia e eficiência. Será um prazer compartilhar esse momento com vocês! Sejam bem vindos!

Na última quarta feira, dia 11 de maio, a equipe da Audição na Criança foi convidada para o coquetel e palestra de lançamento do programa de treinamento auditivo desenvolvido pela Dra Katya Freire, o T.A.M. "Treinamento Auditivo Musical". Com certeza será um sucesso e é indicado na reabilitação dos transtornos do processamento auditivo central e de dificuldades na percepção de fala. 

 
Campos marcados com * são obrigatórios.